>Divagando e Teclando…

>

Eu não estava nos planos dela,
Ela também não estava nos meus, mas enfim…aconteceu!
Uma história intrigante, provavelmente muitos já viveram esse instante…mas eu vou tentar contar…
Foi via internet… que cofre de surpresas, que local estranho que nos faz colocar todos os segredos sobre a mesa…
E a gente pensa, acha, tem certeza, que foi aquela pessoa em especial que conseguiu a chave dos nossos mistérios, que atravessou sem esforços nosso rio de dúvidas, que invadiu nosso calabouço de conflitos e os desfez de uma só vez.
Tantos enganos… somos todos iguais, não existe essa quantidade de pessoas especiais. Mas toda hora, todo dia, alguém em frente a um computador encontra o seu grande amor.
E então me pergunto, por que na vida real isso não acontece igual?
Mas pensando bem, descobri que por detrás de tudo isso existe uma simples explicação: No dia a dia, as pessoas não se confiam, não se procuram, não se aceitam e não suportam os defeitos.
Via internet tudo ficou mais fácil, eu lhe conto meus problemas e você quer ouví-los;
Eu lhe peço soluções e você se apressa em dá-las;
Se eu preciso de um carinho, você jamais me abandona sozinho;
Se suplico por um afago, você inevitavelmente se coloca do meu lado;
Se eu estou em desatino, você nunca me atropela, sempre tenta me acalmar e se põe eternamente a me esperar.
No virtual tudo é tão fácil, rápido e sem problemas, aqui não existem fronteiras, nada que se diga é visto como besteira.
Mulheres não tem dores de cabeça;
Homens não chegam do trabalho cansados;
Mulheres sempre são parceiras;
Homens estão sempre animados;
Defeitos não se encontram em nenhum dos dois;
Todos somos feitos de sonhos, é, sonhos, aquela coisinha insignificante que atualmente anda tão distante , que se julgava não existir mais no ser humano. Engano! Nós, embora muitas vezes negando, ainda vivemos por aí divagando.
A idade não importa, adolescentes se fazem adultos, idosos se transformam em crianças, jovens fazem brotar aquele sentimento do qual são os maiores donos, o amor.
A sedução que até então estava tão dilacerada na vida real, aqui no virtual tomou um novo rumo. Voltou-se finalmente a seduzir com palavras, com doces “cantadas”, fomos enfim obrigados a criar frases bem elaboradas e saber colocá-las na hora certa, no momento exato, caso contrário tudo acaba em fracasso. No virtual, a arma de todos é igual.
Não importa se você é bonita ou se é esquisita, não faz mal se ele é genioso e teimoso. Atrás de um computador, some qualquer dor, os problemas insolúveis da vida real nem precisam ser contados, podem ser escondidos e descartados.
Ela nem precisa saber que você é casado, assim como você também não irá descobrir que ela já passou dos quarenta e no entanto inventa que acabou de fazer vinte e seis, o que é perfeito pra vocês.
Aí acontece de alguém querer uma foto do outro, escolhe-se os melhores ângulos para tirá-la ou pode até ser uma foto do passado, daquelas que estão no armário trancado.
Mas será que ao fim de tudo somos mesmo aquilo que passamos? Ou será que só lidamos com um amontoado de sonhos? Será que temos aquele rosto? Ainda é aquele mesmo cabelo? O corpo ainda tem o mesmo relevo e o mesmo cheiro? Será que aquela simpatia toda é verdadeira ou obra do virtual? Será que o mundo que expusemos é real? Criam-se personagens a todo instante… gente séria, gente alegre, gente competente, inteligente, gente amiga e influente.
Gente dominadora, gente meiga, e gente traiçoeira. Mas com tudo isso o amor vai acontecendo desnorteado dentro dos corações, se iludindo com meras palavras, atravessando difíceis estradas.
E então chegam os entendidos em internet, aqueles que jamais colocaram seus dedinhos a teclar e começam a nos julgar: Internet? Só tem gente carente, gente inconseqüente…
Humm, e quem disse que os carentes só vivem por aqui? Eles estão em toda parte, foi uma raça que se alastrou, dominou o mundo. Somos todos, unidos ou perdidos, muitos ou poucos, invisíveis ou aparentes… mas carentes….
Carentes de amor, de amizades, de mão amiga, de olhar afetuoso, de um sorriso gostoso, de um bom dia com alegria. No virtual ou no real, tudo se faz igual, a única diferença é que aqui… temos tempo… tempo pra descobrir as pessoas, tempo pra enganá-las, tempo pra seduzi-las e depois deixá-las, tempo até pra perdoá-las.
Aqui temos tempo pra sofrer, chorar e nos arrepender, enquanto que no real a nossa rotina é sempre igual, dominou nosso coração e nos jogou na solidão, nos impedindo de ter tempo para um bom tempo, nos jogando de frente com os problemas e não dando tempo pra ninguém nos ouvir.
No real não temos nem mais tempo pra nos iludir… e a ilusão embora nos traga muita decepção é necessária, é pertinente e acaba por ser solidária à nossa solidão e à nossa emoção.
Então… vamos sonhar… se ele ou ela não aparecer, também não vamos sofrer, apenas continuemos a viver, unidos ou separados, no virtual ou no real, mergulhados nas emoções, envoltos nas ilusões… e que a internet consiga trazer soluções, e quem sabe resolver as minhas, as suas, as nossas … questões!!!
Ih, me desculpem, me perdi no devaneio e sai do meu roteiro. Afinal vim aqui pra contar de um certo amor não foi? Um amor que começou via internet….
Bem, fica pra uma outra vez, só posso adiantar mesmo o que disse no início, que ambos não estavam um nos planos do outro… e ainda assim foi incrível, indescritível… mas acabaram por se afastar, uma pena… um desperdício… de corações… de sensações… de amores … e de ilusões….
(mas olha, ele ainda sonha com ela, e ela ainda pensa nele)

Autora: Silvana Duboc

 
A internet é uma” caixa de surpresas”, e daí devemos ficar mais atentos(as).O que parece, pode não ser….
Entramos na vida das pessoas sem pedir licença e como num passe de mágica desaparecemos sem deixar  “um até logo”, “prazer em lhe conhecer”,”adeus”.
Precisamos ter  cuidado, e sobretudo lembrar “que coração dos outros é terra que ninguém pisa.”(Emilinha)

10 Respostas para “>Divagando e Teclando…

  1. >Que texto lindo Emilinha.Sei de muita gente que se deu mal com romances via net, mas sei de alguns que se tornaram realidade e vivem muito bem.Não vejo diferença entre o mundo real e o virtual, claro que não temos o olhar do outro aqui, para saber o que lhe vai na alma, mas, mais cedo ou mais tarde tudo vem à tona, e se descobre quem é quem.Vc mesma sabe muito bem disso.Grande beijo pra vc

  2. >E como sei, mas foi uma experiência e tanto, sabia Zizi?Acho que toda aprendizagem é bem vinda, mas continuo achando a internet um perigo.É tudo muito rápido,as vezes impessoal..Tbém conheço casos de pessoas que embarcaram numa canoa furada,e algumas que foram mais espertas e inteligentes "e pularam antes", do canoa afundar.Um abraço querida!!!Emilinha

  3. >MilinhaTexto extraordinário!!!Diz tudo que a gente sente e pensa…Assim como na vida real a virtual sofre os mesmos problemas.Quem já não se relacionou com alguém que parecia "uma coisa" e era outra???Conheço um "cara" que qdo jovem brincou de esconde -esconde com sua apaixonada até que ela se encheu e acabou casando com outro!!Muito tempo depois houve um encontro virtual e novas promessas mas…que nada !!Quem não quer se envolver não se envolve em nenhum lugar.Um dia te conto esta historia e quem sabevc não escreve um lindo texto de despedida,ok???bjosLaurinha

  4. >O último parágrafo diz tudo!Coisas assim acontecem..bjos

  5. >Olá, querida Emilia"No virtual, a arma de todos é igual."Se somos honestos… transparentes… nada a temer…Texto muito cheio de exemplificações pertinentes… Parabéns!!!Vou aguardar o final do "love virtual"…Bjs de paz

  6. >Miga querida,que texto completo, oportuno, atual e real falando do virtual. Nós conhecemos os dois lados da moeda, né mesmo?Mas acredito que os dois espaços convivem e se complementam pela mesma força que os faz existir_ a humana.O mundo virtual é amis passível de enganos,mas tanto quanto o real, acaba por tirar os véus mais cedo ou mais tarde.Grande reflexão. Obrigada;Obrigada tbém por tua gentileza sempre à flor da pele perfumando tudo e todos á tua volta_ real e virtual.Obrigada novamente por "falar do fractais" às pessoas tuas conhecidas.Valeu por mais esta força.Abraços apertados,Calu

  7. >Calu querida!!!Vc agora me fez rir!!!!Fiz alguns bons amigos no "mundo virtual",como vc,Angel,Chico,Eduardo,Ju,Thaiz, e olha que já se passaram quase 11 anos.Que saudades tenho da salinha da "NOVA ESCOLA".Gosto de vcs como gosto de amigas(os) com quem falo todos os dias, e todos vcs estão sempre presentes através de um email, de um telefonema…"Não precisa estar do lado para estar dentro."Um,abração do tamanho da nossa amizade virtual( pra mim, real).Emilinha

  8. >Não existe "love virtual",Orvalho!!Existem alguns amigos,apenas isso.As vezes estou com a cabeça no ar, mas os pés sempre estão bem fincados no chão.Sou uma pessoa que precisa de presença,partilha,toque….Nenhuma internet vai me dar isto,entende?Mas muitos amigos virtuais já me fizeram companhia em fases difíceis da minha vida,como na época que perdi minha mãe.Respeito que tem seus loves virtuais,nada tenho contra,pois toda forma de amor vale a pena,mas tô fora!!Obrigada pela visita.Uma tarde de paz!Emilinha

  9. >Gostei do texto e até da tua advertência final…Uma coisa é certa : todos somos um pouco carentes mas nada que faça diferença entre o real e o virtual! Aqui no virtual há tempo para se falar e ouvir, desabafar e deixar falar o coração.No real, a vontade e a necessidade são as mesmas (continuam carentes) só que falta-lhes o tempo e a ocasião para se abrirem. Por isso, aqueles rostos carracundos, hirtos e fechados de quem tem uma mordaça na alma.O virtual, é como ir a um psicólogo: falou-se, desabafou e ainda se leva o psicólogo como amigo, para casa.Emilinha o teu layout está uma delícia!Mil beijocas.Graça

  10. >Vc sabe que existem dois portugueses que me conquistaram;você e Eduardo(compositor da música do blog).Aliás, não foi difícil gostar de vcs!!!Um pianista, a outra, escritora.O que mais quero?Um dia, vou conhecer Portugal, minha paixão de consumo.Obrigada amiga.Emilinha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s