>Recordar é sempre viver um pouco mais…

>Com a estadia de Glayds( minha irmã) aqui,conversamos muito e recordamos tantas coisas…
Nunca perdi o contato com o colégio que estudei,aliás, nós estudamos(éramos quatro),pois nessa época meu pai era médico no interior de Minas e a educação deixava muito a desejar.
Sempre encontro com a minha turma quando vou à BH, visito o colégio, e para minha surpresa encontrei  aqui na blogosfera a Elizabeth, do “Blog da Bebeth”, que também estudou no Santa Marcelina ,de Muriaé.

Era a escola que eu gostaria de ter colocado as minhas filhas.Além das aulas normais,pude estudar piano,pintura em porcelana,etiqueta e até bordar .Entrei com  nove anos e saí  formada,preparada para vida.



Lagoa da Pampulha-Colégio Santa Marcelina ,ao fundo

Todos os anos os ex-alunos se reencontram,acredito, que de dois em dois anos, e como moro muito longe nunca foi possível  estar presente, inclusive pelas datas, já que eu não poderia me ausentar do trabalho.Mas, sempre mantive contato  com minhas colegas, e sempre acesso o site da escola para acompanhar o trabalho  deles, que acho maravilhoso. Hoje, entrando no jornalzinho do colégio, fiz questão de copiar um texto(um trecho) escrito por uma ex-aluna, dos tempos atuais,mas que eu gostaria de tê-lo escrito,pois é esta lembrança e imagem que tenho do nosso colégio.

“Nunca cresci tanto quanto nos últimos três anos. Nunca antes uma Instituição me fez tão bem. Entendi a grandeza de ser ética, algo que vai contra a sociedade hedonista e individualista da pós-modernidade… Eu tenho orgulho de ter entendido isso.
Em uma sociedade de consumo em massa, em que se transferem para as relações humanas o fútil e inútil,em que a fé virou, para muitos, produto enlatado e vive-se a “cultura do provisório”,o Colégio Santa Marcelina
vem ensinando aos seus alunos como ir contra a maré.
O carisma marcelino me cativou.E eu sinto que também cativei o Santa Marcelina. Antoine de Saint-Exupéry já dizia: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. E o caminho passa bem por aí. O Santa Marcelina nunca sairá de mim, e eu espero também nunca sair dele: se hoje saio como aluna, espero voltar amanhã como estagiária e professora.
É que o Santa Marcelina é uma aprendizagem para a vida. E é também um espelho:se você quer crescer e se tornar hoje alguém melhor do que você era ontem,você consegue. Mas se você não quer,ninguém faz isso por você. Nada mais justo, certo?
Porque aqui é um lugar de aprendizado constante. Todos aprendem com todos. Aqui é uma instituição, mas nós somos seu carisma, o que é dito metaforicamente em Guimarães Rosa: “Mas liberdade – aposto – ainda é só alegria de um pobre caminhozinho, no dentro do ferro de grandes prisões. Tem na verdade que se carecer de aprender do encoberto, e que ninguém não ensina:o beco para a liberdade de se fazer.” O que o nosso colégio faz é colocar em nós esse carecer de aprender o encoberto.Isso é simplesmente maravilhoso.
Saibam vocês que, se um dia eu tiver a oportunidade de planejar uma escola(e eu espero ter), ela vai ter muito do Santa.
Quem quer, tem sua voz ouvida. Basta querer. E ter coragem de romper com a autocrítica destrutiva e se mostrar capaz de dizer, de ser.Então, contribua também. Faça sua parte.
Já sinto saudades desse palácio que é o nosso colégio. E você um dia também sentirá. Não vejo a hora de ir,dar meus vôos altos, “enfrentar o mar aberto” e “avançar para águas mais profundas” (Lc 5, 4), mas, também,voltar e retribuir com tudo o que esse colégio fez por mim. Vocês agora sabem que isso não é pouca coisa.”
Ex- aluna-Izabella de Assis Rocha(Jornalzinho do Colégio-2009)

Izabella,obrigada!Suas palavras encheram meu coração de saudade… Mas fiquei muito feliz, porque hoje, onde se discute tanto a qualidade da educação em nosso país,eu agradeço  por ter estudado no lugar certo, no tempo certo e ter convivido com pessoas maravilhosas.

Anúncios

2 Respostas para “>Recordar é sempre viver um pouco mais…

  1. >Ei Emília!Que bela recordação!Também tenho muitas saudades de meu tempo de escola. Mas parece que você realmente foi uma agraciada em estudar numa escola assim!Bom domingoGd beijo

  2. >Que belo colégio, que boas recordações e que belo texto da ex-aluna. Eu também lembro com muito carinho da Escola Imaculada Conceição a quem devo um pouco do que hoje eu sou. Escolas que não somente ensinavam disciplinas, mas, ética, solidariedade, posturas sadias perante o mundo. Ensinavam-nos para a vida. Parabéns, Emilinha!! Um lindo dia para você, beijos no seu coração 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s